Estratégia de Recursos Humanos para a Saúde Universal

QUEM SÃO OS RECURSOS HUMANOS PARA A SAÚDE?

São todas as pessoas, de diferentes profissões e ocupações, que se formam e trabalham para melhorar a saúde da população. Neste grupo estão incluídas as pessoas que trabalham como assalariados ou como voluntários nos setores público e privado.

QUAL É O OBJETIVO DA ESTRATÉGIA DE RECURSOS HUMANOS PARA O ACESSO UNIVERSAL À SAÚDE E A COBERTURA UNIVERSAL DE SAÚDE DA OPAS?

Esta estratégia busca orientar a elaboração das políticas nacionais de recursos humanos para a saúde; portanto, considera que a disponibilidade, a acessibilidade, a pertinência, a relevância e a competência dos profissionais da saúde são fatores fundamentais para alcançar a saúde universal e os objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

LINHAS DE AÇÃO DAA ESTRATÉGIA DE RECURSOS HUMANOS

A estratégia propõe três linhas de ação estratégicas que servem de guia no desenvolvimento das políticas e planos para os países:

  1. Fortalecer e consolidar a governança e a orientação dos recursos humanos para a saúde,
  2. Desenvolver condições e as capacidades dos recursos humanos para a saúde a fim de ampliar o acesso e a cobertura de saúde com equidade e qualidade
  3. Concertar com o setor educacional o atendimento das necessidades dos sistemas de saúde em transformação no sentido do acesso universal à saúde e da cobertura universal de saúde

DIREÇÃO E POLÍTICAS INTERSETORIAIS DE INVESTIMENTOS EM RECURSOS HUMANOS PARA A SAÚDE

POLÍTICAS INTERSETORIAIS
São necessárias políticas intersetoriais para garantir a disponibilidade, a acessibilidade, a pertinência, e a competência dos Recursos humanos para o acesso e a cobertura universal de saúde.
INVESTIMENTO
Aumentar investimentos públicos em recursos humanos para a saúde promove a criação de empregos e melhora a saúde das pessoas, o que contribui para o desenvolvimento econômico de um país.
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
Fortalecer os processos de planejamento estratégico e contar com sistemas de informação sobre recursos humanos para a saúde são vitais para poder planejar no longo prazo.

 

PROFISSIONAIS DA SAÚDE CAPACITADOS SEGUNDO AS NECESSIDADES DAS COMUNIDADES

EDUCAÇÃO COM COMPROMISSO SOCIAL
As equipes de saúde devem ser formadas nas comunidades, o que implica a transformação do processo educacional.
ACORDOS INTERSETORIAIS
Acordos de alto nível entre os setores da educação e da saúde permitem alcançar padrões, na qualidade da formação dos profissionais da saúde, adequados às necessidades das comunidades.
PROFISSIONAIS DE SAÚDE
A formação de profissionais da saúde deve ser planejada em função das necessidades atuais e futuras dos sistemas de saúde.

 

EQUIPES INTERDISCIPLINARES DE SAÚDE, PARA TODAS AS PESSOAS, EM TODOS OS LUGARES

EQUIPES INTERDISCIPLINARES
As equipes interdisciplinares, preparadas e motivadas, são essenciais para responder às necessidades de saúde das pessoas, onde quer que vivam.
EMPREGO
Empregos estáveis e dignos para os profissionais de saúde contribuem para o fortalecimento do sistema de saúde e para o desenvolvimento econômico e social de um país.
GÊNERO
Incorporar a perspectiva de gênero nos novos modelos de organização e contratação dos serviços de saúde.
ÁREAS REMOTAS
Implementar estratégias para motivar as equipes de saúde -através de incentivos econômicos, de desenvolvimento profissional e de qualidade de vida-  promove a retenção e a permanência em zonas remotas e/ou desatendidas.

 

CSP 29/10 Estratégia de recursos humanos para o acesso universal à saúde e a cobertura universal de saúde e folhetos sobre recursos humanos para a saúde universal

Nota: Abaixo estão os documentos de trabalho que serão apresentados para aprovação ou modificação no Conselho Sanitário Pan-Americano a realizar entre 25 e 28 de setembro de 2017.